Piscinas naturais em esplendor vulcânico

As piscinas naturais de Porto Moniz são uma das principais atracções turísticas da ilha da Madeira. Uma beleza vulcânica que, graças ao clima madeirense, mantém as piscinas abertas todo o ano.

Localizadas no município de Porto Moniz, na costa norte da Madeira, estas piscinas enchem-se de visitantes que por ali passam para dar uns mergulhos ou apenas para desfrutarem das vistas privilegiadas. “Ronda as 70 mil entradas apenas durante este mês de Agosto”, confirma Nélio Rodrigues, Chefe de Gabinete da Câmara Municipal de Porto Moniz. Um número que mais que duplica as entradas registadas no mesmo período em 2011.

O complexo foi recentemente remodelado para melhorar as condições e acessos mas as piscinas, interligadas e guardadas por rocha vulcânica, mantiveram a sua estrutura intocada, descartando o risco de perder a natureza que a caracteriza. No total, dispõem de 3800 metros quadrados de área de natação e 3217 metros quadrados de área de solários. “No que respeita à relação qualidade-preço, este complexo balnear não tem paralelo na região”, sublinha Rodrigues.

As águas do complexo, juntamente com o mar envolvente, foram galardoadas com a Bandeira Azul pelo segundo ano consecutivo. A classificação junta à beleza natural das piscinas a garantia da qualidade.

Uma das mais-valias do complexo é a possiblidade de fazer baptismos de mergulho. O espaço tem um centro de mergulho que oferece também a possibilidade de mergulhar no mar a “quem estiver devidamente habilitado”.

Durante o Inverno, as piscinas contam com o apoio de apenas um nadador salvador mas na época de Verão, a equipa aumenta para três. Entre Junho e Setembro, o complexo dispõe de um bar que serve algumas refeições. Podem ainda alugar-se espreguiçadeiras e guarda-sóis no local.

As piscinas, a cerca de 75km do Funchal, estão abertas durante todo o ano das 9h às 17h (horário de Inverno) e das 9h às 19h (horário de Verão). A entrada custa 1,50€ a partir dos 3 anos e há descontos para portadores do cartão de munícipe, estudante, cartão 65 e deficientes com um grau igual ou superior a 60%.

fonte:http://fugas.publico.pt/V

publicado por adm às 00:07 | comentar | favorito